Foro de São Paulo manifesta apoio a Dilma e a protesto …

São Paulo, 4 ago (EFE).- O Foro de São Paulo, que reúne 100 partidos de esquerda da América Latina, aprovou neste domingo uma resolução de apoio à presidente Dilma Rousseff e aos movimentos que convocaram os protestos que sacudiram o país em junho. “Avançou e pode avançar mais, foi a reivindicação das manifestações no Brasil, cujas vozes determinam um relançamento das lutas sociais no país”, diz a resolução, aprovada hoje no encerramento da 19ª edição de sessões do Fórum.
O documento afirma que “os próprios partidos de esquerda no governo (no Brasil) e os movimentos sociais” sustentam que os protestos por melhores serviços públicos e transparência na política “comprovam os avanços democráticos conquistados pelo povo brasileiro”. No mesmo documento, o Foro de São Paulo convoca “que a militância esteja ativa nas presentes jornadas de luta, ao lado dos movimentos sociais e progressistas, com a meta de construir uma plataforma comum” e “aperfeiçoar o poder popular”.
O documento também expressa a “rejeição” do Foro de São Paulo aos “fatos isolados de violência” registrados nos protestos. Além disso, repudia “a agenda imposta pelos grandes meios de comunicação e as forças políticas conservadoras, com o interesse de gerar um clima de ingovernabilidade que pudesse dar pretexto para interromper o esforço transformador brasileiro”. No último de seus sete parágrafos, a resolução manifesta a “solidariedade” do Foro de São Paulo “com o governo de Dilma Rousseff e o povo do Brasil, com pleno conhecimento de que juntos saberão extrair importantes lições das jornadas de luta, para fortalecer o projeto nacional, democrático e popular”. EFE ed/tr
Fonte: Noticias R7