“Companheiros e queridas companheiras, delegados e delegadas do Foro de São Paulo, queridos convidados e queridos participantes desse vigésimo encontro do Foro de São Paulo, que se realiza em La Paz, capital de nossa querida Bolívia.
Infelizmente, não posso estar aí para dar pessoalmente um abraço em cada um de vocês, mas quero transmitir de forma muito carinhosa minha saudação especial ao companheiro Evo Morales e aos companheiros do MAS. E os felicito pelas grandes transformações políticas, econômicas e sociais que promoveram na Bolívia.
Tenho certeza de que o povo boliviano reconhece estes avanços e que defenderá a sua continuidade no dia 12 de outubro, votando novamente em Evo para presidente e nos candidatos do MAS para o Senado e para a Câmara.
Nos próximos meses, também teremos uma eleição muito importante aqui no Brasil e esperamos também ganhar as eleições, mas acompanho com muita alegria o progresso do nosso Foro de São Paulo e quero cumprimentar em especial a minha querida companheira, Monica Valente, do Partido dos Trabalhadores do Brasil, pela condução da sua Secretaria Executiva.
Desde a realização de nosso primeiro encontro na cidade de São Paulo, o Foro cresceu e a América Latina e o Caribe passaram por transformações extraordinárias.
Lamentavelmente, alguns dos responsáveis por essas transformações, como o companheiro presidente Hugo Chávez e o companheiro Kirchner, não estão mais entre nós, mas o importante é que os legados que eles nos deixaram continuem florescendo.
Temos muitos problemas pela frente. A começar pela crise econômica mundial, que foi gerada nos países ricos, mas acaba prejudicando a todas as nações. Além disso, temos guerras cruéis e inaceitáveis em outras regiões do mundo.
E aqui no nosso continente, uma direita cada vez mais raivosa e antipopular que se opõe a qualquer avanço social e democrático.
É importante que aproveitemos momentos como o encontro do Foro, para debater de modo livre e fraterno, como continuar evoluindo e ampliando as conquistas.
Estou convencido de que um caminho importante para assegurar nossa soberania, nosso desenvolvimento e o progresso de nossos povos passa fundamentalmente pela integração da América Latina.
Conquistamos muito ao longo dos últimos anos, a evento do resgate do Mercosul e a construção de novos mecanismos de integração como a UNASUL e a CELAC.
Mas precisamos fazer muito mais. Criando nossas cadeias produtivas regionais, integrando nossa infraestrutura, articulando nossas políticas sociais e promovendo a integração política e cultural dos nossos povos. Quando alcançarmos isso, teremos condições muito melhores para assegurar a plena emancipação dos nossos povos e o devido lugar da América Latina e do Caribe no mundo.
E poderemos contribuir de modo muito mais efetivo, para superar a miséria que ainda afeta grande parte da humanidade.
Oxalá, esse encontro do Foro de São Paulo faça avançar o debate da integração da mesma forma, que nos anos 90 foi decisivo para derrotar os governos neoliberais.
Desejo que vocês façam uma excelente reflexão coletiva e reitero a minha confiança no resultado desse vigésimo encontro.
Um abraço e bom encontro para todos vocês.”