Ricardo Alarcón: As próximas semanas são decisivas p …

Discurso de Ricardo Alarcón ante a Assembleia Nacional do Poder Popular, Havana, 1º de agosto
O verão é para muitos um período de férias. No entanto, deveremos intensificar, também agora, o trabalho sistemático e consequente para levar à prática os acordos do VI Congreso do Partido e as decisões desta Assembleia e do Gobierno para atualizar e aperfeiçoar o socialismo cubano.
Do mesmo modo temos de elevar a um plano superior a luta pela libertação de Gerardo Hernández Nordelo, Ramón Labañino, Antonio Guerrero, Fernando González e René González.
É a hora de multiplicar sem descanso as ações para demolir o muro de silêncio que permite a Washington perpetuar a injustiça.
Há que exigir-lhe que entregue a informação que esconde sobre sua conjura com os chamados “jornalistas” de Miami, que caluniaram nossos companheiros e, ademais, provocaram e ameaçaram os membros do tribunal apesar dos protestos da própria juíza; exigir-lhe igualmente que mostre as imagens satelitais que oculta faz quinze anos, seguramente porque ocultam a mentira norte-americana sobre a localização do incidente de 24 de fevereiro de 1996; devemos reclamar, outra vez, aos chamados meios de informação que eliminem a censura que impuseram ao documento pelo qual Washington admitiu, faz já 10 anos, que lhe era impossível sustentar sua principal acusação contra Gerardo.
As próximas semanas são decisivas para a conclusão do processo de Habeas Corpus de Gerardo e como ocorreu em ocasiões anteriores, ele enfrenta novos e graves obstáculos que se juntam a su mui difícil situação carceraria e constituem uma clara violação a seus direitos e às próprias normas norte-americanas.
Nesta etapa crucial lhe foram criadas dificuldades adicionais para a comunicação com seus advogados e com os funcionários consulares cubanos, lhe é restringido ou impedido o acesso à correspondência, inclusive a de caráter legal relacionada con seu caso.
Diante desta situação, proponho que adotemos a seguinte resolução:

A Assembleia Nacional do Poder Popular exige das autoridades norte-americanas que ponham fim imediatamente ao tratamento injusto e ilegal contra Gerardo Hernández Nordelo e conclama a mais ampla solidariedade dos parlamentares e das pessoas honestas até conseguir a liberdade dos nossos Cinco companheiros e seu regresso imediato e sem condições à Pátria.Havana, agosto 1º, 2011