Presidenta do Tribunal Supremo de Justiça ratifica com …

A magistrada Luisa Estella Morales (de vermelho), ladeada por Diosdado Cabello,  presidente da Assembleia Nacional (à esquerda) e Nicolás MaduroLuisa Estella Morales disseo que século e meio depois da gesta encabeçada por  Simón Bolívar, a Venezuela alcançou a independência política baseada na “dignidade e a consciência” de um povo que “superou a hegemonia neocolonial”
Caracas – 21/01/13  A presidenta do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), Luisa Estella Morales, ratificou hoje o compromisso desse poder de continuar construindo o “socialismo bolivariano do século 21” e de caminhar “dia a dia” com o povo.
Ao inaugurar o ano judicial 2013, Morales destacou que esse poder se alicerçou sobre  “cimentos sólidos” e está comprometido em cumprir suas metas em harmonia com o plano pátrio, baseado na participação popular, o bom governo e a defesa da independência conquistada há 200 anos, resenhou a agencia de noticias Efe.
“Como Poder Judicial assumimos continuar construindo um Estado democrático social, de direito e de justiça, o socialismo bolivariano do século 21 na Venezuela para assegurar a maior soma de seguridade social, maior soma de estabilidade política e a maior soma de felicidade para nosso povo”, acrescentou a magistrada.
Durante a sessão de hoje, Morales disse que século e meio depois da gesta encabeçada pelo libertador Simón Bolívar, a Venezuela alcançou a independência política baseada na “dignidade e na consciência” de um povo que “superou a hegemonia neocolonial” e está identificado com suas raízes históricas e culturais.
“O povo tem vontade e exerce a democracia e a redimensiona (…) o povo não é um ente abstrato, é a base fundamental da democracia. Com esta convicção marchamos para a independência”, acrescentou Morales num ato a que assistiu Nicolás Maduro, vice-presidente da República.
Fonte: El Universal