Nota de apoio do PT ao povo e ao governo cubano ante ma …

Em mais uma demonstração de arrogante intervencionismo e de desprezo pelas normas do direito internacional público, o governo Trump anunciou, em 4 de junho, novas e brutais medidas em seu vergonhoso bloqueio a Cuba.

Desta vez, proíbem-se viagens em grupo, pelas quais cidadãos estadunidenses eram autorizados a visitar a ilha com propósito educacional, como forma de intercâmbio entre os dois povos. Além disso, ficam proibidas viagens de embarcações marítimas para transporte ou recreação e de aeronaves privadas à ilha.

O objetivo óbvio das medidas é o de tentar asfixiar a economia cubana, ao limitar ou impedir o afluxo de cidadãos dos EUA à ilha, já que o turismo é a principal fonte de entrada de moedas fortes em Cuba.

Tais medidas, assim como todas as outras perpetradas pelos EUA contra Cuba, são ilegais perante o sistema de segurança coletiva da ONU. Salientamos que a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou, com 189 votos favoráveis, em novembro de 2018, Resolução que exige o fim do bloqueio econômico contra Cuba, imposto desde 1960 pelos Estados Unidos.

Esse bloqueio unilateral que os EUA impõem à Cuba por motivos puramente ideológicos já dura 59 anos, sem nenhum resultado prático para os interesses geopolíticos de Washington, mas com consequências negativas inadmissíveis para a qualidade de vida da população cubana.

Estamos certos, no entanto, de que o livre e orgulhoso povo cubano não se vergará ante essas novas agressões.

Assim sendo, o Partido dos Trabalhadores do Brasil manifesta seu mais veemente repúdio a essas novas, cruéis e ilegais medidas do governo Trump, que agridem a soberania de um país latino-americano e o bem-estar de seu povo.

Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional

Monica Valente
Secretária de Relações Internacionais